90% dos Casos de Câncer de Mama Poderiam ser Evitados Apenas com Isso, pois essas dicas é muito eficaz para evitar o Câncer de Mama. Entre entanto, a multiplicação desordenada de células na região dos seios gera o temido Câncer de Mama. Esse processo cria células anormais que se multiplicam, formando um tumor.

O Câncer de Mama é o tipo da doença mais comum entre as mulheres no mundo e no Brasil, depois do de pele não melanoma, correspondendo a cerca de 25% dos casos novos a cada ano.

Aqui, no nosso país, esse percentual é de cerca de 30%, é o que revela o Instituto Nacional de Câncer (Inca). Aqui, no nosso país, esse percentual é de cerca de 30%, é o que revela o Instituto Nacional de Câncer (Inca).

As causas desta doença são muitas, mas acredita-se que a maioria dos casos esteja relacionada a fatores ambientais. Uma mudança na dieta, um estilo de vida saudável, uma otimização do nível de vitamina D no corpo e uma rotina de exercícios físicos são passos a serem considerados para um corpo saudável.

Cuidado com os Retardadores:

Apesar de ser difícil designar um grupo químico específico como “o pior”, os retardadores de chama são muito ruins para a saúde, pois são usados ​​em muitos móveis, inclusive no colchão onde você passa muito tempo da sua vida.

O retardante de chamas ou retardador de chama é uma substância química utilizada com o intuito de retardar ou, se possível, eliminar a propagação de chamas em um material.

Evite Açúcar:

Todas as formas de açúcar são prejudiciais à saúde em geral e promovem o câncer. A sacarose e frutose, no entanto, são claramente as mais prejudiciais.

Mantenha o Iodo do seu Corpo em Dia:

O iodo é um oligoelemento essencial para a síntese de hormônios. Sua ausência também pode causar ou contribuir para o desenvolvimento de muitos problemas de saúde, incluindo o câncer de mama. De fato, os seios absorvem e usam muito iodo, pois é o que eles precisam para o bom funcionamento celular.

Fortaleça seu Intestino:

A otimização da flora intestinal reduz a inflamação e fortalece a resposta imunológica. Os cientistas descobriram um mecanismo dependente do micróbio pelo qual alguns tipos de câncer geram uma resposta inflamatória que estimula o seu desenvolvimento e crescimento. Eles sugerem que a inibição de citocinas inflamatórias pode retardar a progressão do câncer e melhorar a resposta à quimioterapia.